domingo, 21 de setembro de 2014

C. E. Humberto de Campos comemora 58 anos de existências. Fotos!


As Obras Sociais do Centro Espírita Humberto de Campos comemorou nesta última quinta, 18, seu 58º aniversário e contou em sua programação com depoimentos, palestra e música.

A Presidente da Casa, Rosário Lira, coordenou os trabalhos da noite que recebeu como convidados especiais, além dos trabalhadores e frequentadores da instituição, representantes de outras casas espíritas de Parnaíba, além do Presidente da Federação Espírita Piauiense, José Lucimar e o Presidente da União Municipal Espírita Samuel Aguiar que, por sua vez, foi o responsável em proferir a palestra da noite que teve como tema "O Perdão e a Paz".

sábado, 20 de setembro de 2014

SE DE ALGUMA FORMA ESTE BLOG AJUDOU VOCÊ...ESSA É A META DELE "AJUDAR O PRÓXIMO".

Visualizações de página por país

Gráfico dos países mais populares entre os visualizadores do blog
EntradaVisualizações de página
Brasil
214
França
22
Estados Unidos
17
Alemanha
9
Bolívia
4
China
4
Angola
2
Japão
2
Suíça
1
Polônia
1

isualizações de página por navegador

EntradaVisualizações de página
Chrome
133 (47%)
Internet Explorer
51 (18%)
Firefox
35 (12%)
Mobile Safari
27 (9%)
Mobile
15 (5%)
Safari
14 (5%)
Opera
2 (<1%)
BingPreview
1 (<1%)
GSA
1 (<1%)

Visualizações de página por sistema operacional

EntradaVisualizações de página
Windows
202 (72%)
Android
40 (14%)
iPad
18 (6%)
iPhone
9 (3%)
Macintosh
7 (2%)
Linux
3 (1%)




















































HOJE HAVERÁ ATENDIMENTO FRATERNO NO PERSEVERANÇA LIMPEZA ASTRAL E PASSE A PARTIR DAS 18:00hs. (aberto ao público).

COMO NOS SINTONIZAR COM OS BONS ESPÍRITOS?

Foto: <3 COMO NOS SINTONIZAR COM OS BONS ESPÍRITOS? <3

No livro “Sexo e Destino”, André Luiz relata o caso de uma jovem que havia marcado um encontro amoroso que poderia ter conseqüências fatais. Benfeitores desencarnados procuraram desviar o rumo dos acontecimentos. Mas ainda aqui é importante a questão sintonia. SE OS ESPÍRITOS NÃO ENCONTRAM INSTRUMENTOS EM CONDIÇÕES DE AJUDÁ-LOS A SUA AÇÃO É LIMITADA. 
Diz André Luiz: “Necessitava desdobrar medidas de proteção; entender-me com algum amigo encarnado, em ligação com o grupo; sugerir providências que evitasse a consumação do projeto; criar circunstâncias em que o socorro chegasse em nome do acaso, entretanto . . . Em vão, girei da pensão alegre ao Banco, do Banco ao apartamento no Flamengo . . . Ninguém estendendo antenas espirituais, com possibilidades de auxílio, ninguém orando, ninguém refletindo . . . Em todos os lugares, pensamentos enraizados de sexo e finanças, configurando cenas de prazeres e lucros, com receptividade frustrada para qualquer interesse de outro tipo . . .”
Sem encontrar apoio no plano físico não foi possível evitar o encontro que, como temiam os amigos invisíveis, teve lamentável desfecho.

OBSERVAÇÃO: "Vejam que André Luiz não conseguiu ajudá-la porque não encontrou ninguém que estivesse com o pensamento voltado a coisas mais elevadas. Somos como um rádio, emitimos ondas de nossos pensamentos que poderão ser captados pelos espíritos. Se for pensamento elevado nos conectaremos com bons espíritos. Se for pensamentos inferiores nos conectaremos com espíritos inferiores." (Rudymara) 

"Quantas vezes os Espíritos nos terão procurado, pelos condutos da mediunidade, para atender a casos talvez não tão graves como o relato acima, mas em que a nossa atuação poderia significar conforto para um coração atribulado, ou socorro para o necessitado?
Para que colhamos plenamente os benefícios do contato com os amigos espirituais não podemos esquecer um detalhe: É PRECISO QUE FAÇAMOS NOSSA PARTE. 
Algo fundamental em relação aos anjos de guarda:
• estão perto de nós e nos inspiram para que busquemos a razão nos valores espirituais e que nos desapeguemos aos vícios e paixões da vida material.
• Aproximam-se quando cultivamos o bem e a verdade.
• Afastam-se quando nos prendemos a interesses rasteiros.
• Instrumento de nossa comunhão com eles: a oração.
Os Espíritos jamais deixarão de nos ajudar, desde que, ligados a eles pela oração, pelos bons pensamentos, pelas boas atitudes, disponhamo-nos a fazer nossa parte. Pois, eles não interferem em nosso livre-arbítrio e não são nossas babás. 
Isto está bem claro na máxima enfatizada por Kardec, em "O Evangelho Segundo o Espiritismo":
"Ajuda-te que o Céu te ajudará".
Não imaginemos o anjo da guarda como um pajem a nos acompanhar nas 24 horas do dia, como se fôssemos criancinhas. Essencialmente ele é o mentor que, pelos condutos da inspiração, busca nos orientar nos momentos mais importantes, estimulando-nos ao bem."

Richard Simonetti
No livro “Sexo e Destino”, André Luiz relata o caso de uma jovem que havia marcado um encontro amoroso que poderia ter conseqüências fatais. Benfeitores desencarnados procuraram desviar o rumo dos acontecimentos. Mas ainda aqui é importante a questão sintonia. SE OS ESPÍRITOS NÃO ENCONTRAM INSTRUMENTOS EM CONDIÇÕES DE AJUDÁ-LOS A SUA AÇÃO É LIMITADA. Diz André Luiz: “Necessitava desdobrar medidas de proteção; entender-me com algum amigo encarnado, em ligação com o grupo; sugerir providências que evitasse a consumação do projeto; criar circunstâncias em que o socorro chegasse em nome do acaso, entretanto . . . Em vão, girei da pensão alegre ao Banco, do Banco ao apartamento no Flamengo . . . Ninguém estendendo antenas espirituais, com possibilidades de auxílio, ninguém orando, ninguém refletindo . . . Em todos os lugares, pensamentos enraizados de sexo e finanças, configurando cenas de prazeres e lucros, com receptividade frustrada para qualquer interesse de outro tipo . . .”
Sem encontrar apoio no plano físico não foi possível evitar o encontro que, como temiam os amigos invisíveis, teve lamentável desfecho.

INFIDELIDADE

Foto: <3 INFIDELIDADE <3

Muitos fazem piadas como esta: “CHIFRE É IGUAL ANEMIA, SÓ TEM QUEM NÃO COME DIREITO.” Amigos(as), o sexo entre um casal, deve ser conversado, ajustado com o tempo. Não coloque o “sexo” como o fator primordial no casamento. Se, por exemplo, por doença acontecer a impotência ou por acidente ele fique paralítico da cintura para baixo, etc., a outra parte separará? Então, não era amor pela pessoa, mas pelo sexo. Então, não se comprometa com a lei divina por ouvir e seguir frases como esta acima. 

"O adultério é coabitar (viver) com alguém e aventurar-se simultaneamente (ao mesmo tempo) com outrem. Não nos parece legal nem moral esse comportamento." (Divaldo Franco)

Leiam este depoimento de Emmanuel contada Por Divaldo:

"Quando eu li o livro “HÁ 2000 MIL ANOS” meditei no calvário de Lívia Lentulus, a mulher de Emmanuel, que na época chamava-se Públius Lentulus. Ela foi vítima de uma calúnia (traição) onde ele se afastou do leito conjugal por 25 anos. E ela, cristã, manteve a dignidade. Isso que é o cristianismo: ela nunca reclamou; nunca lhe perguntou “por que” e nunca o hostilizou. Mas ele, (apesar de não estar no livro), permitiu-se licenças com outras companhias (saía com outras mulheres). Mas ela manteve-se fiel até o dia que ela trocou de roupa com Ana, a escrava que estava presa no circo romano, e mandou que se fosse para morrer na arena no lugar da escrava para testemunhar Jesus. Públius estava sentado ao lado do imperador e quando as feras (leões) avançaram pela a arena ela olha para ele e ele a reconhece. Era tarde. Então, ele gastou alguns séculos para reconquistá-la renascendo após algumas provações. No livro “50 ANOS DEPOIS” ele narra uma; em “AVE-CRISTO” ele narra outra; depois em “RENÚNCIA”; até quando ele reencarna no Brasil como Manuel da Nóbrega. E na Bahia, ao lado de Anchieta ele dá a vida pelos povos silvícolas (os índios) e morre de beribéri para mais tarde assumir esta tarefa grandiosa do missionário do Evangelho. Ninguém desbravou o Evangelho com tanta beleza como Emmanuel pela psicografia do apóstolo Chico Xavier.
Um dia, Emmanuel contou a Chico Xavier que aos domingos ele reservava-se para visitar Lívia que estava num plano muito elevado e também para desintoxicar-se dos fluidos da Terra. Porque Lívia nunca mais reencarnou. Então, valeram os 25 anos. As nossas resistências são muito frágeis. Qualquer coisa nos desequilibra, mas a nossa fé deve ser robusta para nos tornar resistentes à todos os desafios e problemas."

Vemos muitos cristãos, mas poucas atitudes cristãs. No primeiro deslize do cônjuge ou de alguém de sua convivência “revida” ou “paga com a mesma moeda”. Isto não é uma atitude cristã. O Cristo pediu que perdoássemos sempre e o revide é sinal que ainda não aprendemos a perdoar. O Cristo também ensinou a dar a outra face quando alguém ferir uma delas, ou seja, quando alguém mostrar a face da violência, do orgulho ferido, da vaidade mesquinha, da promiscuidade, do vício, oferece-lhe a face da paz, da confiança no bem, da vitória do amor, do equilíbrio, da dignidade.O Cristo pediu que retribuíssemos o mal que nos fazem com o bem. Porque, um deslize perante as leis divinas pode acarretar séculos de reparação como aconteceu com Emmanuel.

Rudymara
Muitos fazem piadas como esta: “CHIFRE É IGUAL ANEMIA, SÓ TEM QUEM NÃO COME DIREITO.” Amigos(as), o sexo entre um casal, deve ser conversado, ajustado com o tempo. Não coloque o “sexo” como o fator primordial no casamento. Se, por exemplo, por doença acontecer a impotência ou por acidente ele fique paralítico da cintura para baixo, etc., a outra parte separará? Então, não era amor pela pessoa, mas pelo sexo. Então, não se comprometa com a lei divina por ouvir e seguir frases como esta acima.

Onde estão os nossos amores?

Resultado de imagem para imagens de amores que partem






Quando as sombras da morte arrebatam nossos amores, um punhal se crava em nosso coração.
A dor moral é tamanha, a sensação de perda é tão grande que o corpo inteiro se retesa e sente dores.
À medida que os dias se sucedem e as horas avançam, tristonhas, acumulando dias, a ausência da presença amada mais se faz dolorida.
Então, revolvemos nossas lembranças e no Banco de Dados da nossa memória, vamos recordar dos momentos felizes que juntos desfrutamos.

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Desdobramentos


Projeção da consciênciaexperiência fora-do-corpoexperiência extracorporaldesdobramentoprojeção astral ou viagem astral são termos usados alternativamente para designar as experiências fora-do-corpo que pode ser realizado por qualquer pessoa, por meio do sono, via meditação profunda, ou outras técnicas de relaxamento. A Projeciologia acredita que, durante a projeção, quando lúcida, o indivíduo está ciente de que se encontra fora do próprio corpo, projetado por meio do corpo astralperispíritopsicossoma, etc. Por intermédio da projeção da consciência é possível conhecer dimensões extrafísicas, relativas ao plano astral ou espiritual.