quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Aprendizados da vida







As etapas de nossa vida sempre irão apresentar lições importantes para nosso aprendizado.
Não há momento da existência onde não haja ensejo de crescimento pessoal, afinal, é esta a finalidade maior da vida.
Natural que se apresentem períodos de semeadura e de investimento, marcados pela renúncia de momentos de lazer, das horas de ócio e amenidades.
Exigirão de nós dedicação e seriedade. Pedirão de nós constância e firmeza.
Esses dias trarão consigo as lições da disciplina, da perseverança, oferecendo oportunidade de maturidade nas escolhas e opções.

Se eu for antes de vc








Se eu morrer antes de você, faça-me um favor:
Chore o quanto quiser, mas não brigue comigo.
Se não quiser chorar, não chore.
Se não conseguir chorar, não se preocupe.
Se tiver vontade de rir, ria.
Se os amigos contarem algum fato a meu respeito, ouça e acrescente a sua versão.
Se me elogiarem demais, corrija o exagero.
Se me criticarem demais, me defenda.
Se me quiserem fazer um santo só porque morri, mostre que eu tinha virtudes, mas estava longe de ser o santo que imaginam.

sábado, 13 de dezembro de 2014

Provação e aprendizado







Quando a dor nos bate à porta e enche de sombras nossa vida costumamos chorar ou nos desesperar.
Abatidos, olhamos em torno e invejamos os felizes do mundo: os que têm riquezas, os que aparentam não ter preocupações, os que têm saúde ou família perfeitas.
Nessas horas de provação lamentamos e choramos. Raras vezes aproveitamos a ocasião para meditar e retirar aprendizados.
Muitas vezes, aqui na Terra, as preocupações da vida material nos cegam.
Ficamos tão aflitos com o que haveremos de comer ou de beber que esquecemos de que temos Deus, um Pai amoroso que cuida de todos nós.
Acredite: ninguém está esquecido por esse Pai amoroso e bom, que faz nascer o sol sobre bons e maus, que faz cair Sua chuva sobre justos e injustos.

MÃOS DE LUZ - UNIÃO DOS CORAÇÕES

1383-maos-de-luz-uniao-dos-coracoes
 
Mãos nas mãos!
Quando tocam outras mãos, quem se importa qual é sua raça?
No calor do toque... Irmandade!
Na qualidade do toque, a cura e o calor humano.
Na intenção... A Luz irradiando!
Mãos de Luz! Mãos de Amor! Mãos de irmãos!
Quem se importa com a idade delas?
Quando o toque é bom, desaparecem as aparentes diferenças...
Só fica a pulsação da Luz, que se funde nas mãos dos irmãos conectados.
Quem se importa com o tamanho delas quando se sente o espírito brilhando no toque?
Quando as mãos se unem, em Espírito e Verdade, ninguém pergunta quem é iniciado ou neófito; branco ou negro; homem ou mulher; jovem ou velho; alto ou baixo.
Só se sente o coração nas palmas das mãos!
E a Luz generosa unindo as consciências...

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

APRENDAMOS A AGRADECER



Saibamos agradecer as dádivas que o Senhor nos concede cada dia:

- a largueza da vida;
- o ar abundante;
- a graça da locomoção;
- a faculdade do raciocínio,
- a fulguração da ideia;
- a alegria de ver;
- o prazer de ouvir;
- o tesouro da palavra;
- o privilégio do trabalho;
- o dom de aprender;
- a mesa que nos serve;
- o pão que nos alimenta;

GENTILEZA


Exercita a gentileza e a gratidão para com
todas as pessoas, especialmente os idosos.
A velhice é fase inexorável que alcançarás,
caso a morte não te arrebate o corpo antes.
Nesse período difícil, as forças diminuem,
órgãos se debilitam, as lembranças se apagam
e a dependência física, emocional e afetiva
se faz imperiosa.
Pode parecer cansativa a presença do idoso;
ele, porém, é rico da experiência que te pode brindar,
mas carente dos recursos que lhes pode oferecer.

Joanna de Ângelis

PRECE DE CÁRITAS















Deus, nosso Pai, que tendes Poder e Bondade,
dai a força aquele que passa pela provação,
dai a luz aquele que procura a verdade,
ponde no coração do homem a compaixão e a caridade.
DEUS! Dai ao viajor a estrela guia,
ao aflito a consolação, ao doente o repouso.
Pai! Dai ao culpado o arrependimento,
ao Espírito a verdade, à criança o guia, ao órfão o pai.
Senhor! Que Vossa bondade se estenda sobre tudo que criastes.
Piedade, Senhor, para aqueles que Vos não conhecem,
esperança para aqueles que sofrem.
Que a Vossa bondade permita aos Espíritos consoladores,
derramarem por toda parte a paz, a esperança e a fé.