sexta-feira, 6 de março de 2015

PENSAMENTO DE CHICO XAVIER


"Aprenda a ouvir aqueles que lhe buscam o auxílio: escutar para socorrer é uma arte valiosa. Muitos corações angustiados se recompõem, quando explicam as suas dores a alguém compadecido. Se alguém o busca, honrando a sua pequenez com o tesouro da confiança plena, detenha-se a escutar para atender. Um silêncio feito de entendimento significa participação 
cristã na agonia alheia. Seja o coração que escuta ajudando."

Chico Xavier

EM QUALQUER SITUAÇÃO





















Seja onde, for, no dever que tens a
cumprir; no apoio ao familiar necessitado
ou doente; no desempenho dos encargos
profissionais que se atribuiu; nas
tarefas assistenciais, em que te
encontres, a beneficio dos outros;
no cultivo do solo; ou em quaisquer
outras atividades nas
quais te vês, Deus conta contigo
para que se faça o melhor.

Emmanuel

EVOLUÇÃO "Ser Hoje, melhor do que Ontem e Amanhã, melhor do que Hoje"

Como entrar em sintonia com os espíritos benfeitores?


Se a capacidade de entrarmos em relação com o mundo espiritual e os espíritos é um potencial que todos temos, em maior ou menor grau, o que é necessário para entrarmos em sintonia com os guias espirituais, ou seja, com os espíritos benfeitores?
Vejamos o que diz um trecho do capítulo 13, do livro Nos Domínios da Mediunidade, do espírito André Luiz, psicografado por Francisco Cândido Xavier:
“Em matéria de mediunidade, não nos esqueçamos do pensamento.
Nossa alma vive onde se lhe situa o coração.
Caminharemos, ao influxo de nossas próprias criações, seja onde for.
A gravitação no campo mental é tão incisiva, quanto na esfera da experiência física.
Servindo ao progresso geral, move-se a alma na glória do bem. Emparedando-se no egoísmo, arrasta-se, em desequilíbrio, sob as trevas do mal. A Lei Divina é o Bem de todos.”

quinta-feira, 5 de março de 2015

ATENDIMENTO FRATERNO HOJE QUINTA (05/03) A PARTIR DAS 19:15 as 20:30hs.

ATENDIMENTO MEDICO ESPIRITUAL
LIMPEZA. 
PASSE.

ASSIM SEJA

Combatendo o preconceito

Resultado de imagem para preconceito
Quando Gandhi trabalhava pela independência da Índia, empenhou-se também em combater uma questão interna: o preconceito de castas.

        Tradição milenar que divide a sociedade indiana em religiosos, guerreiros, agricultores, comerciantes e servos, as castas até hoje persistem.

        Na base da pirâmide social, uma categoria desprezada: os párias.

        Sem casta, os párias são considerados impuros e acredita-se que quem os toca fica impuro também. Por isso são chamados intocáveis.

        Mas Gandhi, ao estudar profundamente os ensinos de Krishna, aprendeu que Deus não faz diferença entre Seus filhos.